CONSULTOR MÉDICO DO HOSPITAL POLICLIN                                                                                  168

 

Lesões Causadas Pela Exposição ao Sol

Introdução

Embora a maioria das pessoas aprecie o calor e a luz do sol, muita exposição ao sol pode danificar significativamente a pele humana. O calor do sol seca as áreas desprotegidas da pele e retiram o suprimento de óleos lubrificantes naturais da pele. Além disso, os raios ultravioleta do sol (UV) podem causar queimaduras e mudanças definitivas na estrutura da pele com o passar tempo.

Os tipos mais comuns de lesões de pele causadas pelo sol são:

o        Pele seca — A pele exposta ao sol pode perder umidade e óleos essenciais gradualmente, fazendo-a parecer seca, escamosa e prematuramente enrugada, até mesmo em pessoas mais jovens.

o        Queimadura solar — A queimadura pela luz solar é o dano de pele comum que aparece imediatamente após a pele ter sido exposta a radiação UV. A queimadura solar leve causa só um avermelhamento doloroso da pele, mas nos casos mais severos pode produzir minúsculas bolhas cheias de fluidos (vesículas) ou até bolhas maiores.

o        Ceratose Actínica — É uma mancha pequena e escamosa da pele que tem uma cor que pode ser rosa, vermelha, amarela ou castanha. A ceratose actínica distingue-se das marcas do bronzeado e das queimaduras solares por não desaparecer a menos que seja retirada cirurgicamente ou quimicamente tratada. Uma ceratose actínica desenvolve-se em áreas de pele que sofreram exposição repetida ou a longo prazo aos raios UV do sol, e é um sinal de advertência do risco aumentado de câncer de pele. Quase um em cada 400 lesões de ceratose actínica eventualmente irão se transformar em câncer de células escamosas da pele.

o        Mudanças no colágeno da pele a longo prazo  — O colágeno é uma proteína estrutural da pele e estas mudanças incluem as lesões por envelhecimento prematuro da pele por causa da exposição ao sol e a púrpura senil (sangramento de vasos sanguíneos frágeis sob a superfície de pele). Nas lesões por envelhecimento a pele desenvolve rugas e linhas por causa das mudanças no colágeno da camada mais profunda da pele chamada derme. Na púrpura senil, a radiação UV danifica o colágeno estrutural que apóia as paredes dos vasos sanguíneos minúsculos da pele. Particularmente em pessoas mais velhas, este dano do colágeno faz com que os vasos sanguíneos tornem-se mais frágeis e mais prováveis de se romper sob qualquer impacto leve.

Ao longo da vida, episódios repetidos de queimadura pelo sol e a exposição solar desprotegida podem aumentar o risco de uma pessoa ter um Melanoma maligno e outras formas de câncer de pele. Como regra, se você tiver a pele e os olhos claros, você tem maior risco de lesões de pele relacionadas ao sol e aos cânceres de pele. Isto porque a pele contém menor quantidade de um pigmento marrom chamado melanina que ajuda a proteger a pele dos efeitos nocivos da radiação UV.

Quadro Clínico

As lesões de pele relacionadas ao sol podem apresentar os seguintes sintomas:

o        Pele seca — A pele se mostra seca, escamosa e ligeiramente mais enrugada que a pele de outras partes de seu corpo que não foram expostas ao sol. A pele seca também é um das causas mais comuns de coceira.

o        Queimadura solar — A queimadura solar leve pode causar dor e vermelhidão na pele exposta ao sol. Na maioria dos casos, há um limite claro onde a pele foi protegida do sol coincidentes com as mangas da camisa, bordas do short, do maiô ou de outras roupas. Casos mais severos de queimadura de sol produzem bolhas dolorosas, às vezes acompanhadas de náuseas e tontura.

o        Ceratose Actínica — Uma ceratose actínica apresenta-se como uma mancha persistente e escamosa (descamativa) da pele que pode ter uma superfície afiada com cor rosada, amarela, vermelha ou castanha. No princípio, a ceratose actínica é do tamanho de uma espinha. Raramente, a ceratose actínica pode coçar ou pode ser ligeiramente sensível.

o        Mudanças no colágeno da pele a longo prazo — Os sintomas das mudanças do colágeno incluem as linhas, rugas mais profundas, uma textura mais grossa da pele e a propensão de contundir-se mais facilmente em áreas expostas ao sol, especialmente no dorso das mãos e dos antebraços.

Diagnóstico

Na maioria dos casos, o dermatologista pode confirmar uma lesão de pele pelo sol simplesmente examinando a área afetada. Geralmente, uma biópsia é feita para descartar câncer de pele as lesões da ceratose actínica. Na biópsia, um pequeno pedaço de pele é retirado e examinado no laboratório de patologia.

Prevenção

Você pode ajudar a prevenir as lesões de pele pela exposição solar tomando as seguintes medidas:

o        Aplique um protetor solar antes de expor-se ao ar livre. Escolha um protetor solar que tenha um fator de proteção solar (FPS) 15 ou acima, com um espectro largo de proteção tanto contra raios UV-A como UV-B.

o        Use protetor solar em seus lábios. Escolha um produto que tenha sido formulado especialmente para os lábios, com um fator de proteção solar 20 ou mais.

o        Limite seu tempo de exposição ao ar livre quando o sol estiver a pino (aproximadamente das 10 da manhã às 4 da tarde na maioria das regiões do Brasil).

o        Use óculos de sol com proteção UV confirmada.

o        Use calças longas, camisas com mangas longas e um chapéu / boné com aba larga quando exposto ao sol, principalmente se for criança ou idoso.

o        Fique atento aos medicamentos e produtos de cuidados de pele que podem aumentar o risco às lesões pelos raios UV. Elas incluem certos antibióticos, como também alguns remédios que são usados para tratar doença psiquiátrica, pressão alta, insuficiência cardíaca, acne e alergias. Se você estiver tomando estes medicamentos e você regularmente passa muito tempo ao ar livre, pergunte ao médico se você deve tomar qualquer precaução especial para evitar a exposição ao sol. Além disso, esteja atento, pois certos remédios que contêm alfa-hidróxi-ácidos podem fazer a pele ficar mais vulnerável às lesões pela luz solar.

o        Para ajudar a descobrir a ceratose actínica e outras anormalidades da pele nas fases mais precoces, examine a superfície de sua pele inteira e completamente a cada um ou dois meses. Verifique lesões descoradas ou descamações da pele, verrugas, nódulos perolados pequenos, feridas e outras anormalidades da pele em todas as partes de seu corpo, incluindo o couro cabeludo e os órgãos genitais. Use um espelho para inspecionar áreas difíceis de se ver como as costas, os ombros, os braços, as nádegas e a sola dos pés. Pessoas que têm ceratoses actínicas múltiplas devem ter sua pele examinada pelo médico uma vez por ano.

Tratamento

O tipo de tratamento depende da forma das lesões causadas pelo sol:

o        Pele seca — Tente usar um hidratante que contenha pelo menos um dos seguintes ingredientes: glicerina, uréia, ácido piroglutâmico, sorbitol, ácido láctico, lactato ou alfa-hidroxi-ácidos. Evite usar alfa-hidroxi-ácidos ou outros ácidos em qualquer pele queimada pelo sol. Evite banhos muito quentes, porque eles podem tornar sua pele já lesada pelo sol mais seca ainda. Só se lave com água morna ou fresca, usando um sabonete que tenha um conteúdo alto de óleos hidratantes ou glicerina.

o        Queimadura solar — Para a queimadura solar dolorosa, tente aplicar compressas úmidas (como um pano limpo e macio) nas áreas afetadas. Se o desconforto continuar, tome um medicamento analgésico comum, contanto que você não tenha problemas de saúde que o médico tenha desaconselhado tomar estes medicamentos. Seu médico pode prescrever medicamentos antiinflamatórios mais potentes se você tiver uma queimadura solar mais extensa com sintomas mais intensos e principalmente mais dor.

o        Ceratose Actínica — O tipo de tratamento que irá funcionar melhor depende de muitos fatores, inclusive o número, tamanho e local das lesões. As opções incluem:

§         Esperar a evolução — Não fazer nenhum tratamento imediato pode ser uma opção, mas o médico deve monitorar a área anormal de pele regularmente para ver se ela se desenvolve e torne-se mais preocupante para o câncer.

§         Fluorouracil tópico — O 5-fluorouracil (5-FU) é um remédio anti-câncer aplicado diretamente à pele para eliminar a ceratose actínica.

§         Crioterapia — A ceratose actínica é congelada com nitrogênio líquido e depois descama espontaneamente.

§         Ceratolíticos — Uma solução química potente é usada para remover a camada externa da pele, com a expectativa de que a pele normal crescerá posteriormente em seu lugar.

§         Laserterapia — O laser funciona da mesma maneira que os ceratolíticos, mas usa um feixe de laser em vez de uma solução química.

§         Esfoliação cirúrgica O médico raspa cuidadosamente fora a área de pele anormal. Se necessário, os fragmentos de pele podem ser usados como um espécime para biópsia e afastar o câncer de pele.

Além disso, como a ceratose actínica é um sinal de que você está sob risco aumentado de câncer de pele, seu médico programará uma série de exames de pele regulares para conferir periodicamente as áreas recentes de pele anormal.

§         Mudanças no colágeno da pele a longo prazo — Embora não seja possível reverter todos os efeitos das lesões causadas pelo sol  a longo prazo, o dermatologista pode melhorar a aparência de sua pele prescrevendo Tretinoina (um derivado da vitamina A ou alfa-hidroxi-ácidos mais fortes para você aplicar diretamente à pele. Outras opções incluem os ceratolíticos, a criocirurgia, a laserterapia ou o dermoabrasão no qual a camada externa da pele é esfoliada com uma escova giratória especial. Injeções de toxina botulínica (Botox) reduzem as rugas temporariamente e ficaram populares como tratamento estético, mas a segurança a longo prazo do uso repetido desse produto não é conhecida. Embora a toxina botulínica (Botox) seja uma droga aprovada pelo Ministério da Saúde, têm-se de tomar cuidados adicionais a maus profissionais que a utiliza sem qualquer critério, colocando em risco a saúde da pessoa.

Que médico para procurar?

Procure um dermatologista (médico especialista em problemas de pele e anexos) se você tem quaisquer dos seguintes problemas:

§         Pele seca que não responde aos tratamentos habituais

§         Um caso severo de queimadura solar

§         Uma queimadura solar mais leve em uma área grande de pele, especialmente se sua pele ficar muito dolorosa e tornar difícil dormir ou usar as roupas

§         Uma lesão escamosa anormal, um nódulo em qualquer lugar em sua pele, ou uma úlcera de pele que não se cura

§         Hemorragia anormal sob a pele, ou uma pele que se contunde muito facilmente formando equimoses e hematomas

Prognóstico

As lesões causadas pelo sol podem resultar em uma preocupação estética permanente. A maioria dos tratamentos para a ceratose actínica pode tornar pálida a área da superfície de pele acometida (despigmentação). Mais importante que o aparecimento é o impacto a longo prazo das lesões causadas pelo sol e suas chances de desenvolver câncer de pele. A exposição solar desprotegida durante a vida leva a um risco maior de desenvolver câncer de pele, especialmente se a pessoa tem uma aparência mais clara.

__________________________________

Publicado por

Informedicals Policlin

 

DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA MÉDICA – HOSPITAL POLICLIN

 

Contatos

 

Editor: Dr. Mario César Prudente Leite